quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Tudo em drywall

Estamos em plena atividade, na construção de armários e closets  em drywall! 

Solicite um orçamento,  no 11 986627100


quarta-feira, 1 de julho de 2015

Como pendurar um quadro em paredes de gesso? Será que paredes de gesso aguentam um chute? Dá para embutir mármore em paredes de gesso? Descubra agora.

Embora pesquisas de satisfação apontem usuários contentes com suas paredes de gesso, os fabricantes ainda precisam vencer o preconceito de quem desconhece o material. Aos poucos, eles vão desmitificando a crença de que paredes de gesso são frágeis. Sim, as placas são resistentes e aguentam objetos pesados. Mas é preciso aprender a usar buchas e parafusos próprios para elas (assim como há também buchas especiais para concreto e buchas especiais para paredes de tijolos). Abaixo, 13 dúvidas comuns sobre resistência do material são dizimadas. O especial Drywall Sem Segredos, encartado na edição de agosto de 2009 da revista Arquitetura & Construção traz ainda reportagens sobre conforto termoacústico e umidade nas paredes de gesso.

Paredes de drywall são resistentes?
Se bem-feitas, sim. Por isso, há necessidade de contratar gente especializada. Convém tomar cuidados, como o cálculo estrutural adequado ao pé-direito. Se for de 2,70 m, basta uma placa comum (12,5 mm de espessura) em cada lado do perfil metálico. Conforme aumenta a altura, melhor reforçar o conjunto com versões mais espessas ou duplas. Obras maiores pedem o auxílio de arquiteto, já uma parede pode ser planejada por consultores técnicos indicados pelas revendedoras.

As placas suportam a colocação de portas?
Sim, para isso é preciso preparar a montagem estrutural. Onde será fixado o batente, são colocados montantes e uma verga metálica na parte de cima do vão. O batente pode ser preso com parafuso (e então é mantido um reforço) ou espuma de expansão. Nesse segundo caso, melhor adotar montante duplo ou perfil de aço e chapas mais grossas (0,95 mm) que as utilizadas em perfis normais (0,50 mm). Em portas de correr, as vergas recebem trilhos. Para ocultar a folha corrediça, a solução é fazer à frente dela uma segunda parede simples.

Como se comporta em ambientes sujeitos a vibrações e impactos? As paredes aguentam um chute ou a batida de um móvel?
Projetado para absorver as movimentações naturais, o drywall passou em testes de impacto e cumpre as normas de desempenho da ABNT. Os fabricantes asseguram que o material resiste a trombadas sem danos e não é fácil de ser derrubado. Também não apresenta patologias frente a impactos do dia a dia, como batidas de porta.




Guias perpendiculares à parede estruturaram as colunas de 38 cm de profundidade. Depois de acabado, o conjunto pôde receber as prateleiras de cristal, cada uma fixada com cinco buchas. “As colunas aliviam o peso que incide sobre a parede de placas de gesso simples para drywall”









Posso embutir bancada de mármore ou granito?
Claro. Peças assim, que chegam a pesar mais de 60 kg por m2, exigem reforço no interior do drywall. Trata-se de um pedaço de madeira ou chapa metálica preso entre dois perfis verticais de aço - os mesmos onde é parafusado o gesso. Depois da parede fechada, mãos-francesas cuidam de sustentar a bancada.

E se eu mudar de ideia e quiser colocar uma peça pesada numa parede desprovida de reforço?
Será necessário abrir uma das faces da parede escolhida, aplicar o reforço e então usar nova placa de gesso para o fechamento, já que geralmente ela é danificada na desmontagem.






Como fixar quadros e espelhos?
Todo objeto que pesa até 10 kg pode ser preso no gesso. Se tiver entre 10 e 18 kg, convém instalá-lo nos perfis. Acima disso, deve-se aplicar o reforço ou distribuir a carga. Isso porque a distância máxima entre dois montantes é de 60 cm, e cada um deles suporta 18 kg. Se o espelho tiver essa largura e pesar até 36 kg, a carga total será dividida entre os dois perfis.







 Parafusos, ganchos e buchas devem ser próprios para fixar objetos em drywal. Toda a rede distribuidora possui material informativo sobre que modelo deve ser empregado em cada caso.









Qual a diferença entre o forro de gesso normal e o de drywall?
Por conter uma estrutura metálica, o drywall é mais resistente. O comum, com plaquinhas de gesso penduradas e chumbadas, oferece mais risco de surgimento de patologias devido à movimentação natural da edificação. Existe ainda um tipo intermediário, o FHP, que é semi-industrializado e dispensa a parte metálica. O acabamento não é tão primoroso quanto o forro de drywall, mas sua qualidade é superior ao comum.
Eles servem para áreas externas, como beirais?
Se não tiver contato com a chuva, sem problemas. Ideal é que o telhado conte com manta de subcobertura, evitando infiltrações. Os forros são bastante utilizados em sacadas de apartamentos, já que o peitoril do andar superior o protege. Mas, quando exposto ao vento, as placas devem ter espaçamento menor entre perfis e travamento para maior resistência.

Como fixar o forro? Posso pendurar varal de roupa?
Tirantes de aço formam uma malha metálica, na qual são parafusadas as placas de gesso. Com buchas específicas pode-se prender objetos de até 3 kg diretamente no gesso. Até 10 kg as buchas precisam ser fixadas no perfil de aço que sustenta o forro. Acima disso devem ser fixadas ou na laje ou em reforço preso na laje, já que é nela que deve incidir o peso.





Nessa estante em Drywall esta um perfeito exemplo
em como brincar com a imaginação deixando um ambiente sofisticado e bem iluminado


mais informações em http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
 casanobregesso@gmail.com
(11) 9866=27100 (whatsapp)

http://casanobregesso2.wix.com/casanobre

Já esta no Brasil a mais novo conceito em Armários em drywall

  Montagem de armários, guarda roupas e closets em drywall
 gavetas e portas de correr em mdf, uma questão de economia de espaço
 prateleiras e divisões resitentes
 praticidade e aproveitamentos de espaço
 bancadas  para computadores
 melhor aproveitamento de espaço pois e feito na sua residencia
Armario em porta de vidro serigrafado, com cabeceira e luminotécnica

http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
  Email : casanobregesso@gmail.com
                                                                             (11) 9-8662 7100(whatsapp)


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Porque usar Drywall?


A grande aceitação dos sistemas drywall deve-se a um amplo conjunto de vantagens, resumidas a seguir:

Flexibilidade de projetos - Essa é uma vantagem especialmente importante para empreendimentos residenciais: por sua leveza e forma de instalação, as paredes e os forros em drywall podem ter posição variável dentro da unidade, possibilitando a personalização do layout, segundo o interesse de cada comprador.

Leveza - As paredes e os forros são muito leves. Enquanto, por exemplo, uma parede de tijolos comuns com aproximadamente 10 cm de espessura pesa entre 155 e 165 kg/m2, uma parede em drywall de mesma espessura pesa menos de 25 kg/m2.

Estabilidade - As paredes em drywall apresentam alto grau de estabilidade, podendo substituir sem problemas as paredes comuns de alvenaria convencional.

Resistência a impactos - As paredes, os tetos e os revestimentos resistem aos impactos normais de uso do dia-a-dia.

Menor espessura das paredes proporciona maior área útil - Esse tem sido um argumento adicional de vendas de imóveis residenciais e comerciais.

Conforto climático - O gesso, matéria-prima das chapas para drywall, tem a propriedade natural de atuar como regulador do clima, mantendo o grau de umidade em equilíbrio: retira umidade do ar, quando esta está elevada; e a devolve, quando o ar está seco. Isso atenua as variações da umidade relativa do ar.

Conforto térmico - O uso de lã mineral ou de vidro no interior de paredes, tetos e revestimentos promove conforto térmico entre os ambientes.

Resistência à umidade - Há chapas especiais para ambientes úmidos (cozinhas, banheiros, áreas de serviço, etc.), impregnadas com um hidrofugante. Essas chapas têm cor verde, diferenciando-se assim das comuns.

Conforto acústico - Uma parede drywall apresenta desempenho acústico superior ao de uma parede de tijolos maciços de mesma espessura. Se tiver isolamento com lã mineral, seu desempenho será superior a qualquer tipo equivalente de paredes de alvenaria (tijolos, blocos cerâmicos, blocos de silício-calcário e de concreto comum ou celular).

Resistência ao fogo - O gesso proporciona elevada proteção contra incêndios. Por isso, é recomendado o revestimento com chapas para drywall de vigas, colunas, pilares e dutos elétricos de ventilação. Uma parede drywall, dependendo de sua configuração, podem ter resistência ao fogo de até 240 minutos.

Rápida execução - A simplicidade de execução é um dos grandes diferenciais do sistema. Uma parede pode ser instalada em muito menos tempo (apenas algumas horas) do que uma parede executada em sistemas convencionais.

Execução simplificada de instalações elétricas e hidráulicas - Ao contrário do que ocorre com a construção em alvenaria convencional, não é necessário quebrar paredes para a execução de reparos ou ampliações em redes elétricas ou hidráulicas. No caso de vazamento, por exemplo, basta recortar a chapa de gesso e, após o reparo, recompor o chapeamento.

Qualidade de acabamento - As paredes, os revestimentos e os tetos apresentam nivelamento superficial, o que permite que, imediatamente após a sua instalação, recebam pintura ou outro tipo de acabamento.

Ausência de resíduos e desperdícios - A construção é mais limpa, reduzindo drasticamente o entulho. A isso ainda se soma a menor necessidade de movimentação de materiais dentro da obra. E o entulho gerado é totalmente reciclável.

Todo esse conjunto de vantagens ainda contribui para tornar as obras mais econômicas





Sistema drywall atende à Norma de Desempenho

Autor:Eng. Luiz Antonio Martins Filho

22/09/2010

A tecnologia construtiva drywall cumpre todos os requisitos de acústica, resistência mecânica e comportamento ao fogo expressos na Norma de Desempenho de Edificações (ABNT NBR 15575), em vigor desde 12 de maio. Essa norma traz um avanço: determina os índices de desempenho mínimo, intermediário e superior dos sistemas construtivos e seus componentes ao longo de sua vida útil, enquanto as normas anteriores apenas prescreviam as características de cada material. Esse novo conceito coloca o drywall em vantagem, ?devido à sua modernidade?, afirma o Eng. Luiz Antonio Martins Filho, gerente executivo da Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall.

Martins explica que o drywall foi criado há mais de um século nos Estados Unidos e passou a ser utilizado regularmente há mais de 80 anos na Europa: ?Com isso, estava plenamente desenvolvido em termos tecnológicos ao chegar ao Brasil, ainda na década de 1970, e principalmente a partir de meados dos anos 1990, quando teve seu uso intensificado no país. Apenas foi necessário adaptá-lo à nossa realidade por meio da elaboração de normas técnicas e ensaios locais, processo já concluído com êxito?. E completa: ?No Brasil, o drywall é o único sistema construtivo para vedações internas (paredes, forros e revestimentos) totalmente embasado em normas técnicas, o que o diferencia das demais tecnologias empregadas com a mesma finalidade?.

Conformidade - O comportamento do sistema drywall em relação aos diferentes quesitos da Norma de Desempenho é explicado pelo consultor técnico da Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall, Carlos Roberto de Luca, que esclarece: ?Para que os desempenhos especificados sejam alcançados, deve ser obedecida a Norma de Projeto e Montagem desse sistema (ABNT NBR 15758), que oferece todas as orientações para a correta aplicação da tecnologia drywall em várias situações?. Alguns exemplos são apresentados a seguir.

Segurança estrutural - De acordo com ensaios realizados pelo IPT ? Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, todas as paredes drywall especificadas na NBR 15758 (desde a mais simples, mostrada na figura 1, com 73 mm de espessura, composta por estrutura com perfis de 48 mm de largura e uma chapa para drywall com 12,5 mm de cada lado) atendem a Norma de Desempenho no que diz respeito a: estabilidade e resistência estrutural; deslocamento e fissuração; solicitação de cargas provenientes de peças suspensas; impacto de corpo mole; impacto de corpo duro; e ações transmitidas por impactos nas portas.

Comportamento ao fogo - O Corpo de Bombeiros estabelece níveis de resistência ao fogo em 30, 60, 90 ou 120 minutos, dependendo do tipo de edifício e da utilização de cada espaço interno. Uma parede com 73 mm de espessura, como a mostrada na figura 1, se enquadra na categoria CF 30 (ou seja, corta-fogo 30 minutos). Já uma parede como a mostrada na figura 2 está na categoria CF 60 (corta-fogo 60 minutos). Essas duas paredes atendem a praticamente a totalidade das paredes residenciais. Paredes com resistência a 120 minutos, como a mostrada na figura 4, são montadas com estrutura de 70 mm e duas chapas resistentes ao fogo (com 15 mm de espessura) de cada lado.



Drywall: solução para reformas e construções
Com preço mais acessível, o sistema apresenta crescimento no mercado brasileiro


As reformas internas vêm sendo tratadas de maneira diferente nos últimos anos. O longo prazo e o desconforto ocasionado durante as obras de alvenaria são solucionados com a tecnologia Drywall, um sistema de paredes e forros, constituído de uma estrutura leve em perfis de aço galvanizado formado por guias e montantes, sobre os quais são fixadas placas de gesso acartonado, em uma ou mais camadas, gerando uma superfície apta a receber o acabamento final: pintura, papel de parede, cerâmica, pastilhas. Apenas há uma década no mercado brasileiro, a procura pelo sistema drywall está crescendo em função da praticidade de instalação e da redução do preço do material. “Hoje o drywall é uma realidade. Quando falamos em reformas internas, a recomendação dos profissionais é de usar o drywall, que é utilizado há mais de 50 anos na Europa”, explica o diretor da Casa do Gesso Wall Center, Astolpho Macedo Souza Neto, que distribui o sistema Drywall Lafarge Gypsum, empresa francesa líder mundial em materiais de construção, em lojas em Curitiba, Londrina e Florianópolis. O diretor ressalta que o sistema recebe o mesmo tratamento de acabamento de alvenaria convencional. Entretanto, por se tratar de uma construção seca, o sistema drywall não gera perdas e o desconforto da alvenaria convencional. Outra vantagem é que a facilidade de instalação reduz o tempo de execução da obra e os custos de mão-de-obra. Chapas especiais Para Souza Neto, o grande sucesso do sistema drywall está relacionado à possibilidade de permitir a realização de todos os detalhes arquitetônicos. Nos ambientes que recebem muita umidade, como banheiro, área de serviço e cozinha, a tecnologia drywall possui chapas próprias para evitar a umidade. Apesar de não propagar chama, o drywall oferece chapas específicas para combate a incêndio.

Vantagens do Drywall:
* Melhora significativa da performance termo acústica com a incorporação de Lã de Rocha ou Lã de Vidro, quando necessário. * As paredes podem ter qualquer forma e podem receber qualquer tipo de acabamento; * Menor espessura das paredes proporciona ganho de área útil; * As paredes são muito leves, diminuindo a carga da estrutura, o que permite a utilização de estruturas mais esbeltas, com redução e supressão de alguns elementos, como vigas sob as paredes; * A facilidade de instalação reduz o tempo de execução da obra e os custos de mão-de-obra; * Evita perdas e o desconforto da alvenaria convencional por ser uma construção seca;

Realizamos construções em Dry wall e Steel Frame em toda Grande grande São Paulo:
Divisórias
Paredes
Forros
Fachadas
Painéis
Coberturas
Mezanino
Casas
Etc.
Faça um orçamento sem compromisso.
consulte-nos peça um orçamento sem compromisso solicite um representante, atendemos São Paulo grande ABC e litoral.
não cobramos taxa de visita em São Paulo.
Visite nosso site http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
  nosso email casanobregesso@gmail.com
Telefone (011) 9-86627100

Móveis em Drywall

MAIS BARATO QUE MADEIRA E A MESMA RESISTENCIA MOVEIS PLANEJADOS
FABRICAMOS E INSTALAMOS EM SUA CASA A MAIS MODERNA FORMA E CONCEITO EM ARMARIOS,CLOSETS,BALCÕES SAPATEIRAS,PRATELEIRAS ETC...
A CASANOBRE gesso esta no mercado a 15 anos, no ramo de decorações em gesso, com sancas, molduras e forros,
agora entra no mercado de moveis planejados Dry Wall (sistema europeu) fazemos sua cozinha,closed,armários, sapateiras, Etc..
com 30 % a baixo do valor das outras empresas, pois trabalhamos com que a de mais avançado sistema dry wall de moveis e planejados em geral ,
levando até você rapidez na execução (prazos de 10 a 15 dias seus móveis estão montados),
economia( enquanto os planejados de mdf ou aglomerado custam de R$ 900,00 a R$ 1.100,00 o metro quadrado)
com nosso sistema você paga apenas R$ 400,00 o metro quadrado em qualquer de nossos moveis planejados)
Realizamos construções em Drywall e Steel Frame em toda Grande grande São Paulo:
Divisórias
Paredes
Forros
Fachadas
Painéis
Coberturas
Mezanino
Casas
Etc.
Faça um orçamento sem compromisso.
consulte-nos peça um orçamento sem compromisso solicite um representante, atendemos São Paulo grande ABC e litoral.
não cobramos taxa de visita em São Paulo.
Visite nosso site http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
  nosso email:  casanobregesso@gmail.com
Telefone (011) 9-86627100

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Bem vindo ao novo conceito do mercado em decoração e móveis planejados



Realizamos construções em Drywall e Steel Frame em toda Grande grande São Paulo:
Divisórias
Paredes
Forros
Fachadas
Painéis
Coberturas
Mezanino
Casas
Etc.
Faça um orçamento sem compromisso.
consulte-nos peça um orçamento sem compromisso solicite um representante, atendemos São Paulo grande ABC e litoral.
não cobramos taxa de visita em São Paulo.
Visite nosso site http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
  nosso email : casanobregesso@gmail.com
Telefone (011) 9-86627100
Perguntas e respostas sobre Drywall

1.Quais as principais diferenças e vantagens entre o planejado convencional e o panejado drywall ?
Gesso acartonado (drywall) tem maior resistência mecânica que o convencional, evitando-se o problema cupins,
muito comum na madeira convencional, detoriação por interpéries,esfoliações.
 Além disso o papel cartão que reveste o gesso acartonado, isola o gesso,
permitindo assim evitar outro problema tão comum no madeira ou mdf que é o amarelamento sobre a umidade.
2.  Quais as vantagens de planejados em drywall ?
 Economia - Obra sem desperdício e execução sem entulho.
 Praticidade - facilidade na alteração do lay out, rapidez na execução, limpeza e facilidade de acesso às instalações para manutenção.
 Conforto - Alto desempenho de isolamento termo-acústico e aumento da área útil.
 Manutenção - nos móveis comum em madeira ou mdf,caso ocorra de riscar ou bater com objeto contundente,
ocorrendo danos no móvel,sendo nessesario a locomoção do móvel a uma marcenaria ou parte dele com prazo de 3 a 10 dias para  concerto.
O custo do drywall é muito menor pois com um pouco gesso e pintura local ja resolve o problema em apenas 1 dia.
3.Do que é feito o planejado em drywall ?
O planejado em drywall é feito por chapas fixadas em peças de aço galvanizado. Ele proporciona uma superfície lisa e pronta para o acabamento.
É de excelente qualidade pois é durável, não amarela e não trinca e nem desgasta com o tempo
alem de ser uma material ecologicamente correto prporciona maior aproveitamento d espaço adequando melhor ao seu ambiente.
4. O que é painel de gesso acartonado?
O painel de gesso acartonado é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial.
O chapa de gesso é utilizada há mais de 100 anos, nos países mais desenvolvidos do mundo, para execução de paredes,
forros e móveis planejados de todos os ambientes.
É considerado um material de altas performances mecânica e acústica, capaz de oferecer proteção contra o fogo.

5.As paredes de gesso acartonado resistem a impactos?
Sim. Testes de laboratório provam que as paredes podem resistir aos choques e impactos do dia-a-dia. O material é muito resistente. Experimente!
6.Posso pintar, colar azulejo, aplicar papel de parede ou fórmica em drywall ?
Sim. As chapas podem receber qualquer tipo de revestimento, aplicados diretamente, de forma convencional.
7.As chapas de gesso acartonado podem ser utilizados em banheiros, cozinhas e áreas de serviço?
Sim. Existem chapas especiais (de cor verde) resistentes à umidade e à proliferação de fungos. Para reforçar a impermeabilização, um tratamento é feito na base da chapa, junto ao piso.
8.Posso instalar uma porta no drywall ?
Sim. As paredes podem receber qualquer tipo de esquadraria: basta reforçar a estrutura em torno delas. E a facilidade de execução das paredes ainda permite mudanças de lay out.
Posso fixar armários, quadros, suporte para televisão, etc. no drywall ?
9.Sim. Basta utilizar buchas próprias para parede de gesso.
É possível reparar uma instalação elétrica ou hidráulica no interior de uma parede de gesso acartonado?
Sim. As instalações passam no espaço entre as chapas, facilitando o acesso. Os reparos podem ser executados sem a demolição completa  ou a inutilização do piso.
10.De onde vem o barulho - como um "toc-toc" - que ouvimos quando batemos em uma parede de gesso acartonado?
O "toc-toc" é proveniente do espaço existente entre as chapas. Porém, isso não significa fragilidade. As pesquisas provam que este espaço proporciona bom conforto termo-acústico, acesso fácil às instalações elétricas e hidráulicas e auxilia na ancoragem das buchas basculantes. Por isso, não se preocupe: nós garantimos que você está diante de um material com excelentes qualidades, usado no mundo inteiro.


Realizamos construções em Drywall e Steel Frame em toda Grande grande São Paulo:
Divisórias
Paredes
Forros
Fachadas
Painéis
Coberturas
Mezanino
Casas
Etc.
Faça um orçamento sem compromisso.
consulte-nos peça um orçamento sem compromisso solicite um representante, atendemos São Paulo grande ABC e litoral.
não cobramos taxa de visita em São Paulo.
Visite nosso site http://casanobregesso2.wix.com/casanobre
  nosso email casanobregesso@gmail.com
Telefone (011) 9-86627100